segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007

O último cigarro

Foi há 4 dias e 15 horas!
Parece um drama mas quero mesmo dizê-lo a todos, Deixei de Fumar! Escusam de rir! Porque eu sei que a Queima das Fitas vem aí e que a tentação será mais forte que a força de vontade, mas até lá tenho que criar uma disciplina diária, mentalizar-me e levar em frente esta decisão, que acreditem, não programada, mas feliz.

Deixei de fumar numa 6a feira, às 19 horas, momento em que a minha mãe me "apanhou" numa varanda a fumar. O fim-de-semana passou e também não fumei. Confesso que foi mais fácil pois não saí à noite.

Sinto-me bem, sinto-me feliz e concluo que não tenho dependência de nicotina.

Enumero de seguida as várias e brilhantes razões porque deixei de fumar:
- Respirar, respirar fundo e sentir o cheiro que caracteriza a natureza e odores fantásticos do meio ambiente, sabores únicos e só apreciáveis pelo não fumador
- Cantar e ter fôlego
- Falar e não sentir que estou com falta de ar
- Os dentes ficam menos amarelos
- A pele mais brilhante
- Fico menos exposta à probabilidade de, no futuro, contrair um ou vários cancros (muito grave!)
- Menos tendência para ressonar
- É dinheiro que sobra
- Em vez de fumar posso ler um livro, beber água, apreciar uma paisagem e respirar fundo, cantar, ouvir música, escrever, andar a pé... o comer também se incluí nesta listagem mas tenho que controlar! Comer um donuts não mata! ...
- Sentir-me orgulhosa por ter conseguido
- As olheiras menos visíveis
- Privar-me de ter voz de "bagaço"
- Pensar que não tenho nenhum vício e sentir-me livre

Enfim, poderia enumerar mil e um motivos, visto que fumar faz tão mal!
Não sei explicar o verdadeiro motivo desta decisão, mas "mudar de vida" também passa por mudar a rotina.
Sinto que vou ter uma longa travessia pela frente, porque tantas pessoas fumam, incluindo amigos, e a grande maioria são fumadores... Aqueles serões de fim de dia prolongados pela noite em confidências, serão um "inimigo", mas não os evitarei, pelo contrário, existirão mas sem o cigarro na minha mão, simples!
E quando esporadiacamente, a amiga fiel do cigarro for ingerida, vou ter que lhe dizer que tem que estar sozinha, que o seu "amigo" só fazia mal e era má companhia! :)
É mesmo assim!
Coragem amiga!

Acreditas que já me sinto melhor?
Que já respiro mais profundamente e que os odores são mais intensos?
Acreditas que gosto muito mais de mim por não fumar?

Força, vais conseguir! E não precisas de ser um mágico...

27 Abril 2005

4 comentários:

José Luis disse...

Way to go! \m/

Atrás do Sol disse...

Fico contente por mais alguém ter deixado de fumar! Acho que tomaste a decisão correcta! Nada vale o poder simplesmente inspirar e sentir todos os cheiros do mundo e conseguir fazer uma distinção claro entre todos eles. :)

impressaodigital disse...

parabens! ;)

devo dizer que também eu naõ tnho fumado...mas o verdadeiro motivo não foi a vontade de deixar de fumar, foi a tosse que me perseguia e que ando a tratar!
o pior do cigarro (é a minah conclusão) não é bem a nicotina, que ainda que viciante se tiveres vontade consegues ultrapassar, o problema reside no vicio de mão e de boca...ou seja, daki a uma seman não sabes o que por nas mãos para substituri o cigarro, não sabes oq ue fazer quando estiveres sozinah sentada a uma mesa de café!

a minha mãe sabe que fumo ou que fumava...sei lá...espero resitir à tentação do cigarro ja la vão 8 dias e nem uma passa...mas a tosse ja esta a passar...

Anônimo disse...

Ai amiguinha essa conversa toda até me emocionou mas, é claro que a noite de copos quando chega estraga tudo:( Eu + do que ninguém desejo q deixes

Visitantes: